Prefiro PWA por esses motivos...

Nem tudo precisa sem um APP, muitas das vezes um site com uma UI e UX bem pensada combinando com um bom desenvolvimento pode ser mais que o suficiente.

Fala pessoal, beleza?

Hoje vou deixar registrado um pouco sobre minha visão sobre PWAe um pouco dos pontos fortes em usar, tenho certeza que em muitos casos já poderia atender bem.

O que é uma Progressive Web App (PWA)?

O conceito foi cunhado por Frances Berriman e Alex Russel, ambos eram da equipe de desenvolvedores da Google, em 2015. Podemos considerar como um novo passo para evolução da web, principalmente para  o desenvolvimento mobile.

Nessas evoluções da Web foi sendo possível utilizar recursos de hardware de dispositivos móveis. Esses recursos nós desenvolvedores de software chamamos de APIs da web e essas APIs estão em constante evolução, com o passar dos anos teremos cada vez mais possibilidades de uso.

Para a equipe do Google Developers, PWAs são aplicações que podem ser executadas a partir da homescreen dos smartphone e desktops, tento acesso a recursos do dispositivo, como, por exemplo: notificações, câmera e modo offline.

Motivos que PWAs se destacam frente aos APPs nativos:

SEO:

Uma PWA são feitas pelas mesmas tecnologias que os sites são feitos, logo todo o poder de SEO aplicado a um site é levado para a PWA, por outro lado, um aplicativo em uma determinada loja não consegue indexar nos mecanismos de busca como Google.

Compatibilidade com multiplaformas:

Sabemos que um site pode ser acessado por um iPhone, Android, Windows Phone ou algum outro, ou seja, uma PWA funciona em vários dispositivos seja qual for sistema operacional, se for um app nativo é preciso criar um para cada plataforma (Hoje existem forma de criar uma app multiplataformas, mas dependendo do uso não é recomendado essa prática).

Links:

Quando estamos navegando em um site e algo chama nossa atenção, podemos compartilhar com nossos amigos, geralmente mandamos o link para eles acessem e quando seu amigo acessar vai cair exatamente onde você queria, isso vale para o PWA e sem precisar instalar um APP, com APP nativa isso até é possível, mas é algo complicado de fazer mesmo parecendo ser um simples link.

Tempo e uso:

Imagine o seguinte cenário. Você vai almoçar no shopping com sua família na hora de ir embora você precisa pagar o estacionamento e o shopping tem vários anúncios dizendo "baixe nossa app" para pagar seu ticket do estacionamento uma iniciativa legal com objetivo de diminuir as filas dos locais físicos de pagamento, no entanto, quando se fala em baixar algo de em média 20mb a 60mb no 3G/4G que temos no Brasil é algo que custa caro…

Você concorda que seria melhor acessar um link e fazer o pagamento, sem baixar nada, sem instalar nada e podemos dizer que com acesso instantâneo, apenas acessando um link pelo seu navegador do celular.

O Progressive é o que mais importa nas PWAs

Para concluir o que fica evidente é que nem tudo precisa ser aplicativo. 

Hoje é possível criar praticamente tudo com PWA, funcionar offline, acessar recursos do celular como câmera, localização, instalar na home e disparar notificações tudo isso já é possível, pode acontecer de algum recurso desses não funcione em um determinado navegador, isso não compromete o uso, é possível contornar os problemas com algumas linhas de código e deixando o usuário com a melhor experiência possível. 

Imagine que você vai ler um ticket no navegador safari não é possível ler pela câmera do aparelho, simples o programador da PWA coloca um campo para digitar o código do ticket, percebe a diferença é acessível a um maior público, com aplicativo o cenário seria outro, só suporta a partir de x versão do sistema operacional x.

Podemos afirmar que uma PWA aplicando conceitos de boas práticas do desenvolvimento web e aplicando Progressive Enhancement em recursos mais avançados, teremos uma PWA que cumprirá bem o seu papel.

Deixo um link de uma PWA feita para atender o cenário que comentei acima, pagar um ticket de estacionamento de um shopping, teste e veja as possibilidades de uma PWA.

Links sobre palestras de PWA:


Se gostou, você pode encontrar outros artigos que já escrevi em meu blog.

Voltando...

Estudo na Web voltando com conteúdos...

Como nasceu o Estudo na Web?

Para quem ainda não sabe sou criado do projeto Estudo na Web, a ideia nasceu com o proposito de compartilhar o que estava aprendendo na faculdade.

Na época da faculdade tive dificuldade em algumas matérias, sendo uma delas a Modelagem de Sistemas em ênfase em UML. Muitos colocam a culpa nos professores, concordo que existem professores ruins, mas não era o caso desse, tive outras disciplinas com esse mesmo professor e não tive dificuldade em compreender o conteúdo.

O conteúdo de UML simplesmente não entrava na minha cabeça, minha teoria é que ainda não estava pronto para absorver aquele conteúdo.

O livro que mudou tudo…

Então comecei estudar por conta, além dos materiais disponibilizados pelo professor fui atrás de outras fontes, pesquisei bastante na internet e não encontrei muitas coisas (hoje tem bastante coisa sobre UML, mas em 2014 não tinha), foi então que busquei por livros e encontrei.

Começando a leitura do livro fui apresentado ao conteúdo de uma forma diferente, passei por história, problemas que a UML resolvia, em que etapa da Engenharia de Software a UML se encaixa e aprendi conceitos para depois começar entender os diagramas.

O livro meio que foi enviando peças de um quebra-cabeça para minha mente e meu celebro estava montando, o resultado dessas peças montadas, foi nada menos que o entendimento sobre o conteúdo de UML e ainda mais, os conceitos que a norteiam.

Resumindo, consegui aprender a tempo de entregar o projeto e ser aprovado na matéria de Modelagem de Sistemas.

Foi por causa dessa dificuldade que pude perceber que com dedicação e esforço você terá grandes chances aprender algo e nivelar seu conhecimento com os demais, tudo pode ser apreendido, ir além dependerá de você.

A ideia!

Logo após resolvi disponibilizar esse conteúdo na internet, meu pensamento foi muito simples, duvido que só era a mim que teve dificuldade sobre UML e como havia pouquíssimos conteúdos sobre resolvi gravar uns vídeos e colocar no YouTube.

Queria criar um projeto pequeno, mas que pudesse ser grande. Então fui atras de um nome para o projeto.

A escolha do nome foi bem rápido de escolher, lembro como hoje, existiam duas coisas que queria:

  1. Um nome genérico, que pudesse remeter a estudos de uma forma geral;

  2. Nunca quis ter o canal no meu nome, sempre pensei em algo mais genérico e pensando em ter pessoas que pudessem colaborar no futuro.

E assim nasce o Estudo na Web, criei o canal e também um site simples.

Os vídeos…

Preparei o material dos vídeos considerando minhas anotações dos estudos e exemplos que fui criando no período que estava aprendendo. Como gosto sempre de organizar os conteúdos em tópicos o conteúdo estava praticamente pronto. Montei no formando de slide e comecei gravar os vídeos.

No total foram gravados 11 vídeos sobre UML, primeiro gravei 7 com os principais e os que já tinha anotações prontas de meus estudos. A aceitação dos vídeos foram fenomenais, demorei para ler os comentários e quando tomei conhecimento da quantidade pude notar o impacto positivo que os 7 vídeos estavam causando.

Tiveram alguns comentários bem empolgantes e outros que estavam solicitando a criação de outros diagramas, resolvi preparar o material e gravei mais 4 vídeos, fechando em 11 vídeos.

Desde meados de 2015 acompanho os comentários e respondendo o pessoal na intenção de ajudar, tem sido incrível. Lendo os comentários vieram erros que cometi na criação de detalhes dos diagramas e feedback sobre a qualidade dos vídeos e áudios. Gravei tudo usando um notebook bem antiguinho que usava na faculdade.

Neste ano de 2021 minha ideia era movimentar o canal com conteúdos acadêmicos, basicamente iria explorar conteúdos de bases e voltado para Engenharia de Software. Algo que pudesse ser atemporal e duradouro, tenho algumas coisas anotadas para gravar.

Foi dai que tive a ideia de regravar os vídeos de UML, hoje tenho uma estrutura melhor, consigo colocar uma qualidade melhor no áudio e no vídeo longe das produções de muitos Youtubers, mas para o meu mundo está ótimo.

E nasceu assim o Curso de UML 2.0 totalmente gratuito, com material revisado e um novo formato de gravação novo. Espero conseguir entregar um material de qualidade e que muitas pessoas possam ser ajudadas, quero ser ajuda que não encontrei fácil quando precisei.

Fico pensando como as coisas seriam diferentes, não teriam os vídeos, não existia esse texto e nem essa nova versão de curso. Bem doido pensar nessas coisas…

O Curso de UML 2.0 está no Canal do YouTube do Estudo na Web, mas ainda não terminei de gravar os vídeos e estou soltando os vídeos conforme vou gravando e editando.

Depois que criei o canal tive ganhos que só passei a observar depois, minha forma de explicar as coisas, a forma como se comunico e uma satisfação em contribuir com meu conhecimento.

Hoje o canal tem 3.400 inscritos, que é um número que me impressiona, mas o que me deixa mais satisfeito e gosto de fiz a coisa certo, são todos os comentários, pessoas que foram ajudadas, pessoas que foram impactadas positivamente com os vídeos passou a ser o meu maior orgulho neste projeto.

Uma coisa posso garantir, aprendi e aprendo muito com os vídeos e com esse projeto.

Teremos novidades, uma delas é a reformulação do site Estudo na Web que passará além dos links dos vídeos do canal, contará com artigos e dicas acadêmicas para área de TI. Aguardem…

Até mais…

Bons estudos e projetos…

Loading more posts…